terça-feira, 19 de agosto de 2014

Plantão Caixa Preta

CASO SIERRA MIKE ALPHA - RESPOSTA DA BOEING

Aos que acompanham a triste saga do Sierra Mike Alpha, a informação passada pela assessoria de imprensa é que "a Boeing poderia ajudar com especificações técnicas e históricas que auxiliem na restauração da aeronave." 
Isso significa que ela não tem interesse em investir dinheiro diretamente no avião, seja adquirindo-o ou contribuindo de alguma outra maneira financeiramente para a restauração do mesmo. Mas, se alguém quiser investir recursos próprios no avião, a Boeing pode colaborar para deixá-lo perfeitinho como quando chegou ao Brasil, em 1969.

sábado, 16 de agosto de 2014

Plantão Caixa Preta

JUSTA HOMENAGEM
A UMA DAS CAPAS MAIS FEIAS
DA HISTÓRIA DA REVISTA (NA MINHA OPINIÃO)

(Fonte: revista Freqüência Livre n. 75)



segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Plantão Caixa Preta

PRONTOS PARA A EDIÇÃO 11 DA LABACE

Tudo pronto para a 11a. edição da Latin American Business Aviation Conference & Exhibition (LABACE), a segunda maior feira de aviação executiva do mundo, que acontece em São Paulo (Aeroporto de Congonhas) entre 12 e 14 de agosto de 2014. Quem acha que aviação executiva se resume a "jatinhos para riquinhos" não sabe da importância desse segmento da aviação civil. É a mesma coisa que ter preconceito contra quem vai ao trabalho de automóvel próprio e não de transporte coletivo.
Pelo quarto ano consecutivo a revista Flap Internacional lança a revista oficial da Labace, da qual tenho grande parte de responsabilidade. Abaixo, a capa da edição deste ano.




sábado, 9 de agosto de 2014

CAIXA PRETA # 107



Julho-Agosto de 2014

REVISTAS SEM MEMÓRIA

Na época em que colaborei com a Aviação em Revista, desde 1997 até 2004, tive contato com a então mais antiga revista de aviação do Brasil, criada por aquele que foi provavelmente o primeiro jornalista especializado em aviação do Brasil, o paraense Lourival Nobre de Almeida, revista iniciada em fevereiro de 1938. Houve outras revistas de aviação brasileiras, na mesma época e épocas posteriores, mas ela acabou se tornando a mais longeva, após passar pelas mãos de quatro proprietários. Ao longo de mais de 70 anos a revista testemunhou em suas páginas, e frequentemente com cobertura inédita, o nascimento e morte de empresas aéreas brasileiras e do exterior, criação de aeroportos, os desafios dos aeroclubes, as novas tecnologias, a ida do homem à lua, as crises no setor de aviação, o impacto da alta do petróleo, as guerras, o conforto (ou falta dele) a bordo, e muitas outras notícias e assuntos tristes ou felizes.
Hoje, a mais longeva revista de aviação do Brasil é a Flap Internacional, cujo primeiro número circulou em 1962: quando ela começou a circular, a Aviação em Revista já tinha mantido informados por quase três décadas os leitores interessado em aviação.
No entanto, revistas nascem, revistas morrem. Sem fôlego financeiro, o penúltimo proprietário da Aviação em Revista viu-se obrigado a “passar ponto”. Foi aí que seu último proprietário, que hoje é Secretário de Turismo no Estado do Rio de Janeiro assumiu a revista, mudou o nome fantasia da editora, contratou vários jornalistas, apareceu em eventos seguintes com uma impressionante equipe de cinco ou seis pessoas para a cobertura, mudou o leiaute e aumentou a redação, deu novo projeto gráfico à publicação... e fingiu que tudo ia bem e continuaria bem. Poucos meses depois, os jornalistas foram indo embora, sem receber salários, e o novo proprietário começou a colecionar, como réu, processos trabalhistas. O resultado macabro foi a revista ter minguado e desaparecido. Até onde e informei, mal completou o 72o ano de vida.
A Aviação em Revista tinha, encadernados, quase todos os exemplares de sua vida editorial, exceto os de uns cinco ou seis anos seguidos, perdidos, não se sabe como, pelo seu segundo proprietário, hoje já falecido. Mas, nas demais edições encadernadas, estavam o testemunho vivo da história da aviação mundial ao longo de décadas. Agora, podemos e devemos perguntar: onde está esse material, atualmente? Até onde se sabe, após a revista ter fechado as portas, aproximadamente em 2009, o destino da coleção é ignorado. Com a palavra, o senhor Secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, o último proprietário da Aviação em Revista.
Por outro lado, as imagens a seguir são da revista Aero Magazine. São ensaios em voo de aeronaves clássicas e/ou de grande importância para o mercado. A Editora Nova Cultural ficou com a revista até março de 2005 (edição 130). A segunda editora da revista em sua edição contemporânea (iniciada em 1994), chama-se Spring, que a editou de abril de 2005 (edição 131) até agosto de 2011 (Ed. 207), e seus funcionários confirmaram que todo o arquivo fotográfico da época da edição pela Nova Cultural foi jogado fora. Ou seja, mais uma vez temos um exemplo da falta de memória e preocupação com o passado do Brasil, aqui, no caso específico da aviação brasileira. Concorrem com esse crime empresas aeronáuticas gigantescas como a Embraer, durante cuja privatização muito material se perdeu – felizmente, a Embraer privada conseguiu resgatar parte de sua memória estatal, inclusive expostas em pequenos museus em suas instalações atuais, mesmo não sendo, com certeza, 100% do que possuía. O mesmo aconteceu com a Vasp, a Transbrasil, a Panair, a Cruzeiro, a Real Aerovias Brasil. Por raiva, por descuido, por desconhecimento, todos sabemos que muita coisa foi jogada fora, estragada, rasgada ou destruída deliberadamente para apagar o passado. Colecionadores particulares, como já comentei várias vezes, são os heróis que conseguiram salvar parte do material histórico mas, novamente, jamais 100%, com certeza.
Por outro lado, a hoje mais longeva revista de aviação brasileira, a Flap Internacional, mantém em seus arquivos, com todo cuidado e sendo digitalizado, muito material sobre a  aviação nacional, em fotos e papel, em parte adquirido no exterior, para que a história não se perca. Esperamos que iniciativas como essa, e não desastres como os citados acima, sirvam de exemplo para as publicações mais novas e que virão por aí.

==============================================================
==============================================================


CONFORME EXPLICAMOS ACIMA, AS BELÍSSIMAS FOTOS ABAIXO (dentre inúmeras outras, de diversos fotógrafos)
PODERÃO TER IDO PARA
 O LIXO (ESPERAMOS QUE NÃO!).

 








  


==================================================================================================================================================



Para contribuir com a memória do avião, estou lançando uma campanha de arrecadação de fotos sobre o Boeing 767-200 PT-TAC que voou na Transbrasil, pois seu proprietário está muito interessado em decorar os restaurantes que fará dentro do mesmo com as fotos dos tempos áureos do TAC! E já pedi para ele manter o nome dos fotógrafos expostos também, para ser grato a quem contribuir graciosamente com a campanha.
Conto, inclusive, com os amigos que possuam sites ligados à aviação para ajudar nessa homenagem!!!
Vamos ajudar a preservar a memória do primeiro avião da Transbrasil, certo de estar representando a memória da empresa!
As fotos, em alta resolução, deverão ser enviadas para remigedeaguia@bol.com.br, de preferência, com o nome do fotógrafo incluído no canto inferior ou superior esquerdo ou direito (Não sobre a imagem do avião, mesmo por marca d’água). Após eu confirmar o recebimento da foto, encaminhá-la-ei ao dono atual do TAC, que ficará responsável pela exibição da imagem com a devida identificação do autor. Daí é só aguardar a inauguração do espaço temático e ir visitar o avião que já deu muitas alegrias a todos pela Transbrasil!


=====================================================
==============================================================

CONCURSO DE ILUSTRAÇÕES

Prosseguimos com nosso Concurso de Ilustrações, cientes de que pelo menos mais um concorrente colaborará em breve.
As fotos dos brindes estão na Caixa Preta # 94, de 30 de junho de 2013 (no ar em 01 de julho).
Convido meus leitores a me ajudar a escolher a cara de uma das principais companhias aéreas fictícias da história que compõe o romance de aviação que estou finalizando. Batizada como “Manche Negro”, ela utiliza basicamente equipamento Boeing 737-300 e suas cores são quentes: vermelho, laranja e amarelo. Vamos às regras:
1) Usar como base um Boeing 737-300 com as cores vermelho, laranja e amarelo sobre fundo branco e o nome Manche Negro, criando também uma logomarca a ser estampada na fuselagem e/ou cauda;
2) Criar a pintura sobre desenho ou foto da aeronave de perfil, ambos os lados;
3) Evitar usar esquema visual de companhia aérea já existente (real);
4) Enviar o desenho somente por e-mail para remigedeaguia@bol.com.br com o titulo (assunto da mensagem) “Manche Negro”;
5) Acrescentar seu(s) telefone (s) e nome completo ao e-mail.
6) Utilize a técnica que quiser para desenhar/pintar a ilustração;
7) Caso use como base uma foto real de Boeing 737-300 (foto retocada) envie uma declaração de que a foto de base é de sua autoria, com seus dados completos (nome, idade, endereço e dados da foto: onde foi tirada, data, câmera), para o caso de contestação por parte de outra pessoa.
Justamente para o caso de contestação de foto quanto ao uso de foto original ou utilização de imagem de propriedade de outra pessoa ou de companhia aérea real, todos os trabalho recebidos serão publicados neste Blog para que demais leitores ajudem na fiscalização dos mesmos.
A escolha dos melhores trabalhos se dará por etapas, a meu critério pessoal, e será divulgada à medida que alguns trabalhos forem sendo preferidos, até restar apenas dois, quando estes sim serão escolhidos pelos leitores do Blog por meio de seus comentários postados unicamente no próprio Blog Caixa Preta da Solange.
Agora, os incentivos.
As fotos são de brindes que serão doados ao vencedor final, com envio gratuito pelo Correio (modalidade PAC) ao endereço do vencedor, conforme relação a seguir:

Livro “Luftwafe over America” (Manfred Grihel), 256 páginas, em inglês
Um caderno-agenda Safran Turbomeca
Um caderno-agenda Embraer
Uma agendinha da Gol Linhas Aéreas
Uma caneta esferográfica azul Embraer
Um chaveiro em metal Embraer Ipanemão
Uma camisa AgustaWestland AW 169, tamanho G
Uma camisa 10 Anos Expo Aero Brasil tamanho GG
Haverá ainda a possibilidade da ilustração ser utilizada futuramente como capa do livro.
Todos os objetos são novos, sem uso.
Restam dúvidas? Escrevam-me!

===========================================================

VOCÊ JÁ PODE VOTAR NO SEU PREFERIDO! 

Mande-nos um e-mail (para remigedeaguia@bol.com.br) dizendo qual sua ilustração predileta, das candidatas publicadas na edição anterior de Caixa Preta mensal (link direto: http://caixapretadasolange.blogspot.com.br/2014/05/caixa-preta-105.html).
Faça também seu comentário (porque escolheu determinada ilustração) e concorra ao recebimento gratuito de revistas de aviação do mês, além de um exemplar de “Airports Brasil”, revista que não é vendida em banca, com remessa grátis pelos Correios.

=========================================================


CAIXA PRETA DA LÍDER 




Learjet 75


Ficha Técnica
Modelo:
Learjet 75
Capacidade:
Mais de 9 passageiros
Velocidade Máxima:
535 MPH / 860 KM/H
Alcance Máximo:
2.040 NM / 3.778 M
MÁXIMO TETO OPERACIONAL:
51.000 FT / 15.545 M
VOLUME DA CABINE:
21.500 LB / 9.752 KG
DIMENSÕES INTERNAS:
ALTURA:
4.92 FT / 1.50 M
LARGURA:
5.12 FT / 1.56 M
COMPRIMENTO:
19.75 FT / 6.02 M
Motores:
Honeywell TFE731-40BR engines
POTÊNCIA DOS MOTORES:
Takeoff thrust of 3,850 lbs (17.1 kN)


==================================================================================================================================
 

  (Fonte: Revista Flap Internacional, outubro de 1970)

====================================================


============================================================================================================


“NOSSAS PRINCIPAIS SEÇÕES”

DEU N@ INTERNET 



28 de Julho de 2014 às 05:50

Assessores são flagrados empurrando avião de Richa

Avião a jato que transportava o governador Beto Richa (PSDB) em Marechal Cândido Rondon teve que ser empurrado por auxiliares; nos últimos meses, o Blog do Esmael mostrou cenas em que policiais e bombeiros empurravam viaturas por falta de combustível em diversas cidades do Paraná.

BLOG DO ESMAEL - Um orelha seca do Blog do Esmael, neste domingo (27), em Marechal Cândido Rondon, Oeste do estado, flagrou assessores empurrando um avião a jato que transportava o governador Beto Richa (PSDB). A tentativa de fazer a aeronave “pegar no tranco” chamou a atenção dos curiosos que estavam no aeroporto municipal.
O Palácio Iguaçu não informou o motivo de os assessores empurrarem o avião na pista. Falta de gasolina? Não se sabe. Nos últimos meses, o Blog do Esmael mostrou cenas em que policiais e bombeiros empurravam viaturas por falta de combustível em diversas cidades do Paraná.
Hoje, o tucano esteve na cidade do extremo oeste para participar da tradicional Festa Nacional do Boi no Rolete. Ele foi ciceroneado pelo deputado Elio Rush (DEM), que é rondonense.
Quem também prestigiou o evento em Marechal Cândido Rondon foi o senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do estado, ao lado do deputado Ademir Bier (PMDB) e do prefeito Moacir Froehlich (PMDB).

================

ABAIXO, ALGUNS DOS COMENTÁRIOS PUBLICADOS A RESPEITO. VEJA NA PRÓPRIA PÁGINA (LINK ACIMA) A IDENTIFICAÇÃO DOS COMENTARIASTAS E FOTOS DA “OPERAÇÃO”)

“Reportagem fraca avião nao pega no tranco nem usa gasolina , eles apenas posissionarao o avião pois não tem marcha re , ausencia do pushback , do jeito que esse reporter e burro tambem nao sabe o que é pushback afff”
“Eu, como comunicólogo de formação, não tenho palavras pra expressar a vergonha que sinto do cidadão que escreveu tamanha asneira”
“A mais nova modalidade: "Jornalismo QI de Ameba em coma". Precisa fazer faculdade de Comunicação Social (Jornalismo) pra escrever uma asneira dessas??”
“Pqp. Pegar no tranco???????? Vai ser burro assim lá na Pqp. Se fosse um helicóptero então eles teriam que joga-lo para cima? Cara vai se informar antes de escrever asneira. Pega mal pra vc.”
“Quem tem que pegar no tranco é a cabeça desse blogueiro.Hahahaha”
“Não se da tranco em avião meu amigo, com certeza seria melhor ter um mínimo de embasamento técnico antes de afirmar alguma coisa que acaba por prejudicar a imagem de alguém. Lamentável!”
“A Imprensa cada dia se superando na falta de profissionalismo, incompetência, amadorismo e matérias tendenciosas! Vocês podiam formar parceiria com a rede globo já que ambas falam merdas sem tamanho! Vou compartilhar só pelo prazer de queimar esse tipo de jornalismo barato. E vê se parem de comprar diploma e vão estudar pra merecê-lo!”
“Quanta ignorância! Uma breve consulta com algum profissional da aviação evitaria a publicação de tamanha bobagem! Vale destacar que a aeronave estava no patio do aeroporto, segundo que nenhuma aeronave dispõe de recursos próprios para se deslocar para trás, por isso os homens empurrando a aeronave para que fosse estacionada na melhor posição! Triste a comparação da manutenção de veículos com a manutenção de aviões, pesquisem e informem-se antes de fazer tamanha bobagem!”
“Ah, fala sério que vocês escreveram isso! Vocês reclamam tanto das "mídias familiares" que redigem notícias "contra" o governo, e tentam desinformar especulando que um avião está sendo empurrado para "pegar no tranco"? 1o - muita ignorância do redator. Qualquer aluno do 1o grau sabe que um avião é movido à turbina, e não a um motor de tração nas rodas. Portanto, não existe como uma turbina pegar no tranco (visto que o movimento do pneu não interfere na turbina). 2o- É muito comum movimentar os aviões no solo com a força mecânica externa (seja de um trator, rebocador, ou até mesmo força humana no caso de aviões de pequeno porte) pois o gasto de combustível para fazer tal movimentação é tão grande que não vale à pena ligar o motor. Além disso, para vocês que são muito ignorantes, avião não tem marcha ré. É uma pena ver esse nível de notícia, pois acompanho o 247 sempre para tentar ter uma visão parcial da nossa situação política atual, avaliando os 2 lados da moeda. Mas notícias desse nível mostram que vocês são tão podres quando as "mídias tradicionais familiares"”
“Quanta desinformacao!!! Primeiro aviao a jato funciona com querosene. Segundo estavam apenas estacionando o jato, esse aviao nao tem reverso o suficiente para empurrar pra tras, ao contrario dos turbo helices. Aviao algum pega no tranco, nesse caso, precisa de uma bateria com 28v,atraves de uma fonte externa, geramelmente carregada dentro do aviao, ou com as proprias baterias do avia, é muita energia. Que materia mais idiota.”


=======================================================================================================================

NOSSA NADA MODESTA COLEÇÃO DE PÉROLAS VOADORAS

(Erros da imprensa que capturamos por aí. Vamos contar somente os pecados, e não os pecadores, esperamos que Deus os perdoe!!!)


A Pérola da imprensa especializada em agosto de 2006 (revista 01)

“(...) onde encontram-se guardados aproximadamente 20 aviões na área de 3.500 m2, (...) como King Air e Xamango..”

Na verdade o nome correto do avião é Ximango.



A Pérola da imprensa especializada em dezembro de 2012 (revista 02)

“O número de passageiros transportados desde setembro de 2012 até setembro de 2012 aumentou 7% em relação ao mesmo período do ano passado (...)”

Será que quiseram dizer setembro de 2011 até setembro de 2012???



A Pérola da imprensa especializada em agosto de 2013 (revista 01)

“Nos reabastecimentos – feitos sempre com gasolina BR Aviation, da Petrobras – um técnico de manutenção da Azul faz a checagem da qualidade do combustível. Uma amostra é colocada num pequeno tubo transparente, onde se mistura com o produto químico. Se a gasolina ficar branca é sinal que está boa, se qualquer outra cor aparecer, ela será rejeitada.”

O avião em questão é um Embraer 195. Se for colocar gasolina nele, chama a polícia!!! Pois ele usa querosene de aviação!!!



A Pérola da imprensa especializada em junho de 2014 (revista 02)

“Também nos inspiramos em modelos como o Velocity V-Twin, concebido por Burt Rutain (...)”

O nome correto do famosíssimo projetista aeronáutico é Burt Rutan. Tão conhecido e a revista não o conhece... Você gostaria que seu nome fosse escrito errado em uma revista de alcance nacional? (Eu, pelo menos, não, e isso já me aconteceu, em uma revista de alcance mundial! Mas isso já é outra história...)



A Pérola da imprensa especializada em junho de 2014 (revista 02)

“(...) a subsidiária Swiss e a portuguesa TAP Air Portugal também se transferiram para o terminal 3 (...)”

Como minha tataravó já dizia que errar é humano mas persistir no erro é uma grande burrice continuamos insisitindo que o nome correto da simpática companhia aérea é simplesmente TAP Portugal, o “Air” deixou de existir na mudança visual e administrativa de 2005. Assim como ninguém mais chama a Lan Airlines de Lan Chile, por exemplo.



=====================================================================

VALE A PENA LER DE NOVO

CAIXA PRETA nos 28/2001 e 29/2002

VOCÊ SABIA???? **

... que o tão falado Airbus A380, o avião de dois andares do consórcio europeu, perde feio em capacidade para um singelo Boeing 737-500 de uma empresa aérea brasileira? Pois leia:

“Na Rio-Sul, o Boeing 737-500 está configurado para 1 171 assentos.”

E tem mais... Você sabia...

... que um dos sintomas psicossomáticos da síndrome Burnout, aos quais os pilotos em cabines automatizadas estão sujeitos, são problemas de sonho?

(O que será isso? Um pesadelo? Cabines automatizadas causam pesadelos? Xi...)

**os pequenos equívocos da imprensa especializada (não em problemas matemáticos e psicológicos, é claro)



DIRETAMENTE DOS NOSSOS “ARCHIVOS”

 

Em 1980 a Vasp alugou um Boeing 727-30C (cargueiro) ainda com as cores da Lufthansa.


 


=========================================================

CAIXA PRETA DE ALEXANDER VON HUMBOLDT*

“Deixamos o território brasileiro sobrevoando Mossoró (PE), direto para Las Palmas, nas Ilhas Canárias (...)”

(Na verdade, Mossoró, pelo menos essa, no caso desse voo da Ibéria, fica no Rio Grande do Norte (RN))

* Pai da Geografia Moderna.


=======================================================================================================================

– “PENSAR PARA VOAR” –
(PENSAMENTOS E FRASES RELACIONADOS À AVIAÇÃO) 

“Na aviação, quanto mais se aprende, mais se vive!”
(Cmte. Décio Corrêa)

================================================================
CAIXA COR DE ROSA

Por falta de patrocinadores interessados em investir em um prêmio de jornalismo que foi o maior de sua categoria durante quase duas décadas, o Prêmio Santos Dumont deixou de ser organizado e realizado a partir de 2012. Mas eu me orgulho de ter sido sua maior vencedora, com nove primeiros lugares em várias categorias e quatro segundos-lugares em 15 anos de participações seguidas, inclusive na sua última edição, a de 2011, destacada na publicação abaixo. Representei e venci por três publicações (revistas Aero Magazine, Aviação em Revista e Flap Internacional). Isso me ajudou a me tornar “o” jornalista brasileiro (considerando ambos os sexos) de aviação mais premiado de todos os tempos.
Mas o maior ganho, sem dúvida, não foram as viagens-prêmio realizadas e sim o intercâmbio com outros colegas da área no Brasil e no exterior e as empresas visitadas, alguns deles Roberto Manera (in memorian), Jackson Flores Júnior (in memorian), Aparecido Camazano Alamino, Antônio Ricieri Biasus, além de vários coronéis e brigadeiros da Aeronáutica e o muito competente RP Artur Moura, com consequente grande conhecimento adquirido. Agradeço a todos que viajaram comigo pela amizade, pelas alegrias, pela diversão e troca cultural!

 


===================================================

Nova seção:

HISTÓRIAS DE ANAC*

SEM SOLUÇÃO: Um piloto voou aeronave King Air até 1997, depois somente em 2014 pediu renovação da licença para operar essa aeronave.
A Anac, mesmo diante da Caderneta Individual de Voo (CIV) do piloto, disse que a licença dele não aparecia no sistema.
Em 1998 o DAC antecedia a Anac e naquele ano, um incêndio no Aeroporto Santos Dumont, onde localizava-se a documentação em poder do DAC, destruiu todo o material arquivado.

QUERENDO MOSTRAR SERVIÇO: Inspetor da Anac chega a uma escola de aviação. Verifica o manual de instrução de determinada aeronave, anota algumas não-conformidades. Depois, não satisfeito, foi dando não-conformidades também no manual de... operação! Ou seja, ele estava alegando erros na publicação do fabricante da aeronave!
O piloto perguntou ao inspetor:
– Qual a sua formação, afinal? Quando prestou concurso para a Anac, você já era formado em quê?
– Sou zootecnista.
O piloto não conseguiu se segurar:
– Pô! Então vai caçar borboletas!!!

*Só histórias reais. Colabore você também! (anonimamente)


==============================================================================================================================================


“COMIDA DE AVIÃO”



 

Companhia: Lufthansa
Trecho: Rio de Janeiro (Galeão), Brasil – Frankfurt, Alemanha
Aeronave: Airbus A340-300
Data: 30 de outubro de 2011
Observações: Classe executiva
Fotos: Solange Galante




----------------------------------------------------------------------------------------------------------

COLABORE VOCÊ TAMBÉM COM ESTE BLOG!!!

Envie não só sugestões, comentários, reclamações como também denúncias de maus tratos em companhias aéreas, flagrantes em fotos e textos, desabafos, histórias, contos, crônicas, piadas, tudo o que lhe agradar divulgar, anonimamente* ou não.

(*podemos publicar anonimamente depois de comprovar se o autor realmente existe!)

==============================================================

ATENÇÃO!

Todos os textos e fotos postados neste Blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998, a Lei de Direitos Autorias.
Algumas revistas, não só de aviação, se baseiam na Lei 5.988/73 que foi revogada pela Lei 9.610/98. Independentemente se você é jornalista formado e/ou registrado ou não, sendo autor de qualquer obra intelectual, fique atento!!!

Veja o texto da Lei EM VIGOR em:


======================================================================