quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Plantão Caixa Preta

(Texto de autoria e responsabilidade da ABRAPHE)

ABRAPHE ALERTA PARA CRISE  COM LICENÇA DOS PILOTOS DE HELICÓPTERO

Mais de 300 pilotos de helicóptero poderão perder o direito de operar regularmente por não contar com suporte da ANAC para a revalidação de suas licenças

A ABRAPHE – Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero, entidade representativa de mais da metade dos pilotos de helicóptero em operação no País, chama a atenção da sociedade e das autoridades aeronáuticas para o problema na falta de estrutura para a revalidação das licenças dos pilotos de helicóptero no Brasil.

Estima-se que mais de 300 pilotos de helicóptero percam o direito de operar regularmente nos próximos meses, sendo cerca de 100 deles já a partir do próximo sábado (28/02), devido a falta de profissionais capacitados para a execução do cheque de revalidação. Cheque é o procedimento prático de avaliação do piloto, que tem seus conhecimentos no comando da aeronave analisados em operação aérea na companhia de um agente credenciado pela ANAC – Agência Nacional da Aviação Civil, chamado de checador.

Todo piloto de helicóptero passa anualmente pelo procedimento de revalidação da licença, o que inclui exame médico e prova prática (cheque). Atualmente, o tempo de espera para a realização do cheque é de até seis (06) meses.

Desde outubro de 2014, a ABRAPHE vem alertando a Superintendência da ANAC para o problema, considerando o acúmulo de processos abertos e as reclamações de seus associados. Duas prorrogações foram acatadas pela ANAC desde então, mas o que a ABRAPHE sugere é que haja uma ação paralela às prorrogações, um mutirão de cheques em todo País para suprir a demanda represada. O último ofício enviado neste sentido à Superintendência de Padrões Operacionais da ANAC foi na terça-feira (24/02).

“Apenas a prorrogação do prazo não resolve o problema, ao contrário, aumenta a demanda represada. É necessário desafogar o número de processos já abertos. Sem agenda e o oficial que faça nossa avaliação (cheque) isso se torna impossível. Nós pilotos queremos operar regulares. Muitos podem perder o emprego sem a revalidação”, explica o presidente da entidade cmte Jorge Faria. 

Outra alternativa apresentada pela ABRAPHE para contribuir na solução do problema foi a liberação dos cheques por checadores autônomos autorizados pela Agência, mas segundo a ANAC, esta ação ainda corre em análise devendo contar com um parecer só no segundo semestre deste ano. O presidente da ABRAPHE ressalta que em todos os ofícios encaminhados, a ABRAPHE se colocou à disposição para receber e apoiar outra alternativa que viesse ser apresentada pela Agência para contribuir na solução do problema, mas a ANAC se mostrou intransigente.

Dados do Setor:
Pilotos de Helicóptero em operação = +3000
Frota Nacional = 2.131 helicópteros (734 só no Estado de São Paulo)* (Fonte ANAC – até junho 2014).
Frota na cidade de São Paulo = 411 aeronaves registradas e em torno de 2000 pousos e decolagens/dia. Maior frota de helicópteros do mundo

Segurança de Voo
Último levantamento divulgado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos - CENIPA aponta queda no número de acidentes com helicóptero no país nos últimos três anos. O estudo completo está disponível em
Até 2016, a meta do IHST (International Helicopter Safety Team), entidade internacional voltada a segurança de voo por helicóptero, é reduzir em 80% o número de acidentes com helicópteros no País.


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Plantão Caixa Preta

MAIS SOBRE O PASTELÃO DOS AVIÕES
NO AEROPORTO DE GUARULHOS...

Hoje no Jornal da Manhã da Jovem Pan a GRU Airport mais uma vez lavou as mãos e respondeu ao caso dos roubos no cemitério de aviões denunciado pela rádio dizendo que a responsabilidade é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ, criador do Programa Espaço Livre-Aeroportos, que desandou) e da massa falida da Vasp – e ambos também lavam as mãos.
Por sua vez, soubemos que o link sobre o caso da escada inexistente que impediu a perícia no Airbus foi o segundo mais acessado da história do site Jovem Pan Online, com mais de 800 mil acessos em apenas um dia de veiculação na internet. Parabéns pela investigação e denúncia, JP!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Plantão Caixa Preta

E PROSSEGUE O PASTELÃO DOS AVIÕES ARREMATADOS
NO AEROPORTO DE GUARULHOS...

Os aviões foram roubados, a perícia não fez perícia e, pelo jeito, o GRU Airport não emprestou uma escada (se pedissem a minha escada doméstica, eu emprestaria, pra ajudar!!!)
(No link, fotos de outros aviões violados, áudio da reportagem e foto do laudo pericial, ou melhor, do laudo da falta pericial...)

http://jovempan.uol.com.br/noticias/brasil/policia/pericia-nao-e-realizada-em-aviao-de-cumbica-por-falta-de-escada.html


Não deixe de ver também as fotos: "Aviões antigos da Vasp grafitados e pichados"
(créditos: Daniel Lian - Jovem Pan)


( Veja também: http://caixapretadasolange.blogspot.com.br/2014/12/plantao-caixa-preta.html )

sábado, 14 de fevereiro de 2015

CAIXA PRETA # 113

UNITED BREAKS GUITARS, AMERICAN AIRLINES LOSES CAT AND TAM LOSES DOG...


Nossa indignação quanto à falta de profissionalismo do handling mundo afora se amplia. Agora, a TAM perdeu uma cadela que nem embarcou. Será que ela não está na mesma armadilha que reteve o gato Louis?
Seção de achados e perdidos à parte, e tomando o famoso caso United Airlines apenas como inspiração, o caso do gato e do cachorro ocorreram no GRU Airport. Também no GRU Airport, como noticiado pela Jovem Pan (vide a respeito na Caixa Preta neste link: http://caixapretadasolange.blogspot.com.br/2014/12/plantao-caixa-preta.html), houve furtos e pichações no cemitério de aeronaves. Para esses casos todos, a pergunta que fica no ar (e esperamos que pouse no aeroporto o quanto antes) é: até onde vai o alcance das câmeras de vigilância do maior aeroporto da América do Sul? Não teriam flagrado a caixa de transporte que caiu do avião, liberando o gato Louis, ou o que teria acontecido à cadela Mel? Muito menos flagraram a pichação e furtos ocorridos nos aviões do pátio remotíssimo que, sabemos e temos provas disso, ocorreu entre o finalzinho de 2014 e primeiro trimestre de 2015???
Talvez o GRU Airport deveria se aconselhar com o quase vitalício prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, que tornou a cidade do litoral paulista o maior Big Brother urbano brasileiro. Lá, não prendem ninguém nos pátios, como no GRU Airport, mas todo mundo fica bem – ou mal – na fita.



 


========================================================


COLABORAÇÃO

“Eu era copila de Electra, esperando na posição 2 da 35L. Havia chovido e cachorro bebia água em pé. Passada a chuva e nós esperando. Na final, um 727 da Tranbrasil que questionou a respeito da espessura da lâmina de água sobre a pista. O meu Comandante pegou o mic e lascou: ‘Espera que a lanchinha da Infraero vai verificar.’ Heheheheheh, O cara da TWR não gostou muito.” (agradecimentos a Ney Senandes)


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


COMO É MESMO A BANDEIRA BRASILEIRA??? (Anúncio QUASE publicado em uma revista de aviação...)




==============================================================

FLAGRANTE!!!



No GRU Airport tiraram a placa que, nos tempos de Infraero, dizia ser proibido qualquer tipo de lazer nas cabeceiras de pistas (gramado) mas colocaram dezenas de placas como essa. Só que, apenas na manhã de 31 de dezembro passado, das 6h da manhã até meio dia e meia, devo ter visto centenas de ciclistas transitando do lado das placas, sejam esportistas treinando quanto entregadores ou pessoas só a lazer, com ou sem a família junto. E, pelo visto, sem fiscalização.

=============================================================================

“NOSSAS PRINCIPAIS SEÇÕES”


DEU N@ INTERNET

Revista Consultor Jurídico
16 de dezembro de 2014, 9h08

Infraero indenizará piloto acusado de se passar por advogado de pedinte
DANOS MORAIS
Por Juliana Borba


Por não procurar as instâncias disciplinares competentes e constranger um piloto entre seus colegas, a Infraero foi condenada a pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais a um comandante da Gol. Segundo o processo, uma mensagem da autarquia federal acusava o comandante de se passar por advogado para proteger um pedinte no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

A decisão é da 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais de São Paulo, que confirmou sentença de primeiro grau. "Assim, ação de funcionário da ré agindo de forma abusiva no direito de relatar fatos, causou dano moral ao autor, pois o pôs em situação vexatória perante seu local de trabalho", registrou a sentença assinada pelo juiz federal Alexandre Cassetari.

Relator do processo, o juiz federal Marcelo Souza Aguiar, concordou que o e-mail que chegou ao conhecimento da empresa aérea não se tratava de uma reclamação formal, mas de uma mensagem veiculada entre colegas de serviço. De acordo com o processo, o comandante, representado pelo advogado Cid Barcellos, prestou esclarecimentos e sequer sofreu sanção administrativa.

No e-mail, a Infraero diz o seguinte: “Em anexo, estamos enviando foto de Comandante da empresa Gol que, com frequência, vem atrapalhando o trabalho da segurança do SBSP [código do aeroporto de Congonhas]. Ocorre que este senhor apresentá-se (sic) como Advogado e insiste ajudar a um pedinte de alcunha “CROATA”, encorajando o mesmo em não apenas pedir, mas também afrontar alguns agentes de proteção que tanto nos auxiliam ao combate a esse tipo de ilícito. O referido Comandante alega aos agentes de proteção que irá processar a Infraero, que na visão dele está tirando o direito de ir e vir das pessoas.”.

A mensagem ainda continua: “Convém lembrar que na verdade quem está tirando o direito de ir e vir das pessoas é o referido “pedinte” e o seu advogado parece desconhecer algo tão comum em sua profissão, além de ir de encontro ao preconizado na portaria 744 do Ministério de Defesa, visto o 'pedinte' estar percebendo valores monetários dentro da SBSP sem estar capacitado contratualmente para isso”.

No recurso, a Infraero pediu a improcedência da ação. Mas o relator votou pela manutenção da sentença pelos próprios fundamentos: a mensagem não era uma reclamação formal e serviu para expor o comandante. Seu voto foi seguido por unanimidade.

=======================================================================================================================

NOSSA EXCLUSIVA COLEÇÃO DE PÉROLAS VOADORAS
 


(Erros da imprensa que capturamos por aí. Vamos contar somente os pecados, e não os pecadores, senão eles vão surtar feio!!!)



A Pérola da imprensa especializada em novembro de 2010 (revista 02)
“Os (aviões) italianos Savoia Marchetti SM81, Fiat CR 32 e G50 e o alemão Junker Ju-87 foram usados por forças nacionalistas”

Junker Ju-52 está exposto em museu de São Carlos”

É um erro muito comum achar que apenas mais de um Junkers precisaria do “s”...



A Pérola da imprensa não-especializada em 27 de dezembro de 2014 (TV 07)
(Reportagem sobre a queda do helicóptero em Bertioga); repórter do telejornal: "Em 2006, o mesmo avião já tinha se envolvido em outro acidente."

Acho que uma das coisas mais difíceis do mundo é explicar para quem não entende do assunto que avião e helicóptero são muuuuuuito diferentes!!!



A Pérola da imprensa especializada em janeiro de 2015 (garantimos o mês, embora ele não esteja na capa)(revista 02)
“História – a trajetória do notável McDonell

McDonnell possui dois “n”, além de dois “l”. Detalhe: esta frase está na capa da revista!



=====================================================================

DIRETAMENTE DOS NOSSOS “ARCHIVOS”

Uma aeronave que foi o maior destaque da aviação brasileira naquele início de década de 1980 e praticamente parava o Aeroporto de Congonhas para ser admirada pelo seu tamanho e baixo nível de ruído!


 




=======================================================================================================================

– “PENSAR PARA VOAR” –


(PENSAMENTOS E FRASES RELACIONADOS À AVIAÇÃO) 


“O certo é que um desastre tem larga publicidade, enquanto que o êxito da técnica passa despercebido.” (Robert J. Serling, no livro “O Avião”(Loud and Clear))


=================================================================

“COMIDA DE AVIÃO” 

Companhia: Total Cargo
Trecho: Porto Alegre-Guarulhos
Aeronave: Boeing 727-200 (PR-TTW)
Data: 17 de maio de 2013
Observações: Comida servida para a tripulação: aprovadíssima!
Foto: Solange Galante





===================================================

“CAPAS”


Algumas capas de revista de aviação do passado que se destacam por si só ou trazem homenagens históricas. Colabore você também enviando as que mais gosta!





Os saudosos Electra II da Ponte Aérea Rio-São Paulo, no Aeroporto Santos Dumont. Capa de junho de 1983.




 Bela foto do trabalho do GEIV, na revista oficial do DECEA, 2006.




 Revista da Associação de Pilotos da Varig (APVAR) em 1998.




 Pouco conhecida: a revista que circulou por algum tempo na Ponte Aérea São Paulo-Rio de Janeiro. Aqui, em 1984.



 Winglet em primeiro plano, neste Boeing 747-400.


=========================================

 “Sites úteis”


http://massafalidavasp.com.br

Você é credor da Vasp ou quer apenas saber dos últimos leilões da Massa Falida? Informe-se facilmente aqui.

 


=============================================================================


CAIXA COR DE ROSA


23 Dez 2014

Azul homenageia grandes nomes da aviação em suas aeronaves

Série de homenagens teve início com o batismo de dois jatos Embraer 195 com os nomes de Ozires Silva e Ada Rogato

São Paulo, 23 de dezembro de 2014 – Grandes nomes da aviação estão recebendo homenagens nas aeronaves da Azul Linhas Aéreas Brasileiras. A companhia iniciou o batismo de aviões com nomes reconhecidos do setor, como Ozires Silva, um dos fundadores da Embraer e presidente da extinta Varig, e Ada Leda Rogato, mulher pioneira na aviação brasileira. Mais personalidades terão seus nomes eternizados na fuselagem de aeronaves da Azul nas próximas semanas.

As primeiras aeronaves a ter a inclusão dos nomes são modelos Embraer 195 recebidos neste mês pela companhia. Com matrículas PR-AUH e PR-AUI, os jatos estão batizados como Ozires Silva e Ada Rogato Pioneira Azul, respectivamente.

“Prestamos uma justa homenagem a alguns dos mais importantes nomes da aviação no Brasil. Graças a eles, desenvolvemos o setor no país, de modo a sempre melhorar as atividades aéreas. Só chegamos até aqui pelo trabalho desenvolvido por essas pessoas. É um orgulho poder eternizar o nome de personalidades da aviação brasileiras em nossas aeronaves”, destaca Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Produto da Azul.

Ozires Silva – Um verdadeiro pioneiro de nossa aviação, nasceu em Bauru, estado de São Paulo, em 1931. Engenheiro aeronáutico, foi um dos fundadores da Embraer e presidente da empresa entre 1969 – ano de início de atividades – e 1986. A seguir, esteve à frente da Petrobras, entre 1986 e 1989. Foi Ministro de Transportes e Ministro de Comunicações em 1990 e 1991 e presidente da companhia aérea Varig de 2000 a 2002.

Ada Leda Rogato – Nasceu na cidade de São Paulo em 1910. Entre vários feitos memoráveis, foi a primeira paraquedista licenciada da história e pioneira ao pilotar aeronaves agrícolas no país. Em 1951, cobriu uma extensão de 51.064 km em voo solitário pelas três Américas, chegando até o Alasca; tornou-se a primeira piloto brasileira a atravessar os Andes; fez o primeiro pouso em Brasília, quando a cidade ainda estava em construção. Estes são apenas alguns dos muitos feitos desta grande brasileira. Faleceu na capital paulista em 1986.



----------------------------------------------------------------------------------------------------------

COLABORE VOCÊ TAMBÉM COM ESTE BLOG!!!

Envie não só sugestões, comentários, reclamações como também denúncias de maus tratos em companhias aéreas, flagrantes em fotos e textos, desabafos, histórias, contos, crônicas, piadas, tudo o que lhe agradar divulgar, anonimamente* ou não.

(*podemos publicar anonimamente depois de comprovar se o autor realmente existe!)

========================================================================

ATENÇÃO!


Todos os textos e fotos postados neste Blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998, a Lei de Direitos Autorias.
Algumas revistas, não só de aviação, se baseiam na Lei 5.988/73 que foi revogada pela Lei 9.610/98. Independentemente se você é jornalista formado e/ou registrado ou não, sendo autor de qualquer obra intelectual, fique atento!!!

Veja o texto da Lei EM VIGOR em:



======================================================================

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Plantão Caixa Preta

N O V I D A D E S

Veja na revista Avião Revue número 185 (fevereiro de 2015) minha entrevista com Paulo Renato Pires Fernandez, presidente da Brascoota, nova "companhia aérea" cargueira brasileira!



(Foto: Paulo Renato (selfie))

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Plantão Caixa Preta

N O V I D A D E S

Veja na revista Flap Internacional número 508 (2a. quinzena de dezembro de 2014/1a. quinzena de janeiro de 2015) minhas reportagens a seguir:

"ETHIOPIAN QUER CRESCER MAIS": Os planos futuros da companhia aérea africana que mais cresceu nos últimos anos.
 

(Foto: Gianfranco Beting)
 
 
"SEJA PROFISSIONAL": reportagem publicada originalmente na revista Labace Hoje de 2014, dedicada aos profissionais da   aviação executiva.




(Foto: Divulgação Bombardier)
 
 
"TOTAL - EXCELÊNCIA REGIONAL": A história da Total Linhas Aéreas enquanto companhia aérea regional.



(Foto: Gianfranco Beting)
 

"SOROCABA - NOVO POLO AERONÁUTICO": A importância do parque Tecnológico de Sorocaba e a biruta eletrônica.
 
 

(Fotos: Mário S. Chaves)